Sopa de Ervilha nutritiva

Postado por menusemgluten em 15/ago/2013 - Sem Comentários

Sopa de Ervilha nutritiva

A sopa é uma tradição de família. Quando eu morava com meus pais, sempre tinha uma sopinha quente e gostosa pra tomar nas noites frias de inverno.
Levei esse hábito comigo e, quando dá uma esfriadinha, aproveito pra fazer uma sopa. Sorte que o marido também adora. 🙂
Não sigo muito uma receita, mas vou passar mais ou menos os ingredientes que utilizei.

Você vai precisar de:

  • 1 xícara (chá) de ervilhas secas lavadas
  • 1 batata média picada (pode picar grande)
  • 1 cebola cortada em 4 partes
  • Água até cobrir todos os ingredientes com folga.
  • Sal a gosto
  • Chia a gosto

Basta colocar todos os ingredientes na panela e adicionar água.

Deixe ferver até a ervilha ficar macia. Se a água secar demais, acrescente mais água quente.

Depois que a ervilha estiver cozida, bata tudo no liquidificador. Veja a consistência, você pode adicionar água se achar que está muito grosso.

Volte o caldo à panela, salgue a gosto e deixe ferver por mais alguns minutos.

No momento de servir, eu coloquei um fio de azeite e polvilhei chia, que deixa a sopa mais nutritiva. Se você preferir, pode polvilhar queijo parmesão ou grana padano e pimenta do reino moída na hora.

A semente de chia foi outro ingrediente que incorporei na dieta após a descoberta da doença celíaca. Ela pode entrar em pães, sopas, bolos, etc.

Vejam abaixo os principais componentes da semente de Chia:

Ômega 3: A semente da chia é uma das mais ricas fontes conhecidas, tanto animal quanto vegetal. Possui teor muito maior do que o encontrado na linhaça e no salmão.
Cálcio: cinco vezes a concentração do mineral encontrada no leite de vaca. Foi recentemente descoberto, que ele também ajuda a queimar gordura no organismo.
Magnésio: possui duas vezes mais do que em castanhas e nozes .
Manganês e fósforo: três vezes mais do que no espinafre.
Proteínas: É uma fonte de proteína completa, que fornece todos os aminoácidos essenciais que o homem precisa.
Fibras: a alta concentração de fibras alimentares faz da chia um aliado do emagrecimento e na boa digestão. São também extremamente ricas em vitaminas e minerais, sendo uma das fontes vegetais mais ricas que se tem conhecimento até hoje.
Antioxidantes: a presença do flavonoide kaempferol e, em menor quantidade, os ácidos cafeico e clorogênico presentes provêm à chia três vezes mais antioxidantes que as famosas uvas-do-monte.

Não vale a pena incorporar na dieta???

%d blogueiros gostam disto: