O que é a Doença Celíaca?

Postado por menusemgluten em 24/jun/2014 - Sem Comentários

A doença celíaca é uma doença autoimune caracterizada pela intolerância total e permanente a um conjunto de proteínas denominadas prolaminas, presentes no trigo, aveia, cevada e centeio.
Sobre a aveia, leia aqui.

Em pessoas geneticamente predispostas, a ingestão do glúten causa uma lesão severa na mucosa de intestino delgado (atrofia vilositária), o que gera uma má absorção de nutrientes importantes para o organismo.

vilosidade

A sintomatologia clínica da doença celíaca pode ser variável e, as vezes, pouco chamativa, por isso o diagnóstico com frequência é tardio ou nem chega a acontecer.
No meu caso, eu tinha dores abdominais, gases, ia muitas vezes por dia ao banheiro (mas sem diarreia), minha imunidade sempre estava baixa e frequentemente eu tinha gripes, resfriados, infecções; queda de cabelo e problemas gástricos, como esofagite. Fui diagnosticada com Dispepsia e depois com Síndrome do Intestino Irritável. Infelizmente ainda existe um desconhecimento muito grande sobre a doença entre a classe médica brasileira.

A DC pode aparecer no começo da vida ou demorar muitos anos para manifestar-se.

Em bebês: o sintoma clássico é a diarreia (bem clara), mas, as vezes, um dos sintomas é o ressecamento, a anorexia, a apatia e a irritabilidade.

Em crianças: podem apresentar a diarreia crônica, vômitos, distensão abdominal, falta de massa muscular, perda de peso, atraso no crescimento, baixa estatura, descalcificação e inapetência.

Em adolescentes: dor abdominal, falta de ânimo, rejeição a atividade esportiva e atraso no ciclo menstrual.

Em adultos: descalcificação dos ossos, diarreias, fraturas espontâneas, desnutrição, abortos espontâneos ou impotência.

O único tratamento para esta doença é uma dieta estrita e por toda vida sem glúten.

Para fazer o diagnóstico de DC é preciso fazer os exames de sangue: antitransglutaminase tecidual e antiendomísio. Caso estes exames sejam positivos, o médico pedirá a endoscopia com biópsia de duodeno para confirmar o diagnóstico.

Um ponto importante para o diagnóstico correto é que a pessoa esteja ingerindo glúten normalmente antes de fazer os exames.

Estudos internacionais apontam que 1% da população mundial é celíaca.

Na última década aumentou a consciência sobre a doença no Brasil, que afeta em torno de 2 milhões de pessoas no país, mas a maioria dessas pessoas ainda estão sem diagnóstico.*
*Dado da Fenacelbra

Para maiores informações, clique aqui.